sábado, março 10, 2007

Desejo

Queria agora um vinho. Sábado chuvoso e eu sozinho na casa, talvez sozinho no quarteirão. Tenho andado por aí sem saber direito as direções, onde se pode chegar assim? Quais seriam minhas inteções? Seriam nobres como meu sangue?

Às vezes entre um tropeço e outro me dá nostalgia das antigas novidades, daquela fase em que eu andava pelas ruas daqui me sentindo dono e merecedor, sobre território conquistado. Tudo isso ainda é, mas já é há um ano. Que graça?

É preciso querer e procurar algum desafio novo, porque a graça sempre é conquistar mais. Nisso não há sossego.

3 comentários:

Juliana disse...

a graça está em achar graça no conhecido, e nele descobrir sempre coisas novas.

e o seu sangue é nobre desde quando?

.... disse...

henrique,

você é uma pessoa estúpida que só fica confabulando sobre coisas que não existem.

não pense que só por fazer midialogia na unicamp- faculdadezinha de merda- você é mais do que os outros, porque sim, é o que você pensa.

você não entende nada de cinema, nada de fotografia nem nada de literatura. você não é cult nem interessante.

você não canta bem e toca que é uma merda. você desonra caetano e chico quando toca músicas deles.

faça um favor ao mundo, apaga o facho e fica na sua. OK?

Izabel disse...

Opa!
Se ele acha isso dele,que bom!Auto-estima já é um bom começo para que se possa "conquistar mais".
Se ele não fosse interessante,não despertaria o seu desejo de expor seu comentário por aqui.
Tão interessante que você vem aqui e lê.
Mais interessante ainda por que você vem aqui e comenta.
Talvez seja você que esteja precisando "fica na sua".