domingo, agosto 13, 2006

Refluxo

Não há reclamação. É como o mundo é e é a gente tentando interpretar que tudo é mesmo escrotoe que muita gente passa por muitas situações desesperadoras. E resolve-se prestar atenção no lenço, porque o lenço é muito mais simples, mas o problema é outro, o lenço molhado, o mundo seco.

E existe de vez em quando fugir, sem porquê-não. O mundo seco molha-se, na medida em que o mundo é aquilo que é dos olhos olharem. Se soubessem todos que o olho é uma máquina, o cérebro é uma máquina, o corpo todo é uma máquina e que máquinas têm programas, instruções de como proceder em relação a como procederão.

Caminha-se em direção à satisfação do prazer não-sensorial não-nada e à extinção do Não puro. Eu bêbado enxergo muito bem. Eu, você, a vadia... Ninguém presta.

6 comentários:

Brícia disse...

mto bom.. gostei mto da parte: "o problema é outro, o lenço molhado, o mundo seco."
Verdade.... pode-se interpretar de várias maneiras, mas vc se afirmou!
rs... me pareceu um pouquinho revoltado, mas se foi a intenção, perfeito!!!

tarciso disse...

há muitas coisas cruzadas no mundo e só é bom quando os encontros são bons... senão é visão encharcada e mundo ressequido em nossas máquinas de olhar...

melon disse...

Eu gostei do "escroto".

Bebel disse...

Eu sempre soube que "Ninguém presta."

Fabrício Rafael disse...

eu não acho
tem coisa certa, mas não t-u-d-o

e digo

Renata disse...

Adorei seu blog mto show...e o conteúdo tbm, eu acabei de criar o meu depois da uma passadinha lá pra me dar um oi...Bjs bjs bjs