segunda-feira, dezembro 24, 2007

Duplipensar

Lia deitado na rede, na varanda do apartamento, já há algumas horas. De repente o livro disse que devemos evitar cair de janelas do último andar e tive um medo terrível, e comecei a imaginá-lo, de estar subindo no parapeito para pular, e pulando. A cena se repetiu algumas vezes de várias maneiras diferentes, intercalando-se com imagens da ficção do livro e da realidade dos olhos, que dizia que eu estava deitado na rede, seguro.

Saí da rede para procurar "solipsismo" no dicionário e tive a absoluta certeza de que ao mesmo tempo tinha também me levantado para o lado oposto, e no segundo passo que dei para dentro da sala, estava morto no chão do prédio. Com toda a certeza.

Espero que minha mãe não leia isto, porque é muito assustador.

4 comentários:

Melão disse...

uh

Twilight Zone

juliana disse...

you freak


mas eu entendo

tarciso disse...

Experiências assim, quer reais ou imaginárias, podem ser muito palpáveis e assustadoras mesmo... eu mesmo, as vezes sou solipsista e em outras radicalizo não crendo nem mesmo que eu próprio exista na realidade, vivendo um sonho do qual imagino que posso acordar a qualquer instante...

Tainã Alcântara disse...

incrivel como eu consigo sentir o que vc escreve!
assustador mesmo...